O que é Picking Colaborativo? Entenda a forma como os robôs estão transformando os Centros de Distribuição.

O que é Picking Colaborativo_ Entenda a forma como os robôs estão transformando os Centros de Distribuição.-min

A automação colaborativa e flexível em armazéns e centros de distribuição já é uma realidade. Para cumprirem com o seu dever de despachar pedidos com mais agilidade e menos erros, empresas de vários setores e tamanhos têm buscado por tecnologias robóticas capazes de melhorar a produtividade e ao mesmo tempo promover maior segurança aos trabalhadores. Uma das maiores tendências atuais, é a adoção de robôs que trabalham lado a lado com as pessoas, o que conhecemos como robôs colaborativos ou cobots.

Essa tecnologia leva este nome justamente por trabalharem no mesmo espaço que os humanos e tem um papel de colaborar em atividades repetitivas e degradantes que causam afastamentos e problemas de saúde.

De acordo com um estudo feito pela Loup Ventures, o mercado global de robótica deverá chegar a US$ 13 bilhões até 2025. Os cobots hoje correspondem à 3% dessas vendas que deverão subir para 34% até 2025.

Porque as empresas estão optando por robôs colaborativos, capazes de trabalharem em conjunto com os humanos?

De acordo com o Financial Times, alguns pesquisadores descobriram que a união de robôs e humanos trabalhando em conjunto é 85% mais produtivo que robôs ou humanos trabalhando sozinhos. Isto se dá justamente porque os robôs são projetados especificamente para desenvolver atividades que são degradantes e repetitivas, ao passo que os humanos passam a exercer atividades mais nobres.

Uma das desvantagens dos robôs, é a capacidade limitada de se adaptarem à dinamicidade de uma operação complexa, como é a logística. Por outro lado, ao trabalharem em conjunto com os humanos, é possível explorar a melhor performance de ambos. Em geral, são programados para desenvolver diferentes tarefas e com a ajuda dos humanos, conseguem ter uma performance superior caso ambos estivessem trabalhando em separado.

Empresas como Amazon, DHL, Mercado Livre, Nestlé, Natura, dentre outras que possuem uma cultura forte em automação, têm obtido bons resultados com o uso de robôs colaborativos. Basta analisarmos a história dessas empresas para compreendermos o quão importante a automação é estratégica para o seu crescimento. No entanto, será que este movimento de ter robôs em suas operações é relevante para você?

Para auxiliar em sua decisão, vamos analisar alguns exemplos de como os robôs colaborativos tem ajudado operações logísticas a serem mais eficientes e mais seguras:

  1. Aumento de produtividade

Geralmente os armazéns são grandes e circular por eles durante 8 horas por dia, 5 dias por semana, não é uma tarefa fácil. Em muitos casos, os colaboradores percorrem longas distâncias para encontrar SKUs e ordens de transporte. Percorrê-lo carregando transpaleteiras é uma atividade ainda mais desafiante. Segundo estudos, o armazém médio desperdiça cerca de 6,9 semanas por ano em caminhadas desnecessárias, o que equivale a cerca de 265 milhões de horas de trabalho a um custo de US $ 4,3 bilhões. Não só o excesso de movimentação é caro, mas também o desgaste pode diminuir a produtividade dos seus colaboradores de armazém ao longo do dia de trabalho.

Por outro lado, os robôs colaborativos não se cansam por fazerem esta movimentação. Com a adoção das tecnologias de IA e Machine Learning, eles ajudam a acelerar o processo, buscando otimizar rotas e eliminar caminhos desnecessários. Eles também são ágeis na orientação aos colaboradores através da escolha de atividades e outras tarefas prioritárias, visando sempre aumentar a eficiência. 

Outro grande benefício dos robôs colaborativos é que são movidos por baterias de lítio, o que elimina a necessidade de sala de baterias para carregamento e que em apenas cerca de 90 a 120 minutos carregados ao dia é possível se trabalhar por até 16 horas ininterruptas. 

Desta forma, uma vez que se está fazendo mais em menos tempo, reduz o cansaço físico dos colaboradores, favorecendo sua qualidade de vida. Por sua vez, os armazéns podem testemunhar um aumento de 2 a 3 vezes na produtividade.

  1. Implementação fácil

 Ao contrário de outras tecnologias que podem levar meses ou anos para serem instaladas, os robôs flexíveis são fáceis de serem integrados à sua infraestrutura existente, seja física ou até mesmo digital pois nenhuma mudança de infraestrutura permanente ou cara é necessária, você pode implantá-las em poucos meses e começar a colher os benefícios dos robôs colaborativos imediatamente.

Isso se dá pois os robôs colaborativos não requerem infraestrutura adicional para operar, como fitas ou marcações para atuarem em armazéns. Eles podem se mover facilmente pelos corredores dos Centros de Distribuição ao lado dos colaboradores sem o risco de provocar acidentes.

  1. Aumentar a segurança e prevenir acidentes de trabalho

Assim como em qualquer operação manual, vários são os fatores que deixam os colaboradores expostos à riscos em um armazém, como queda de caixas, tensão muscular ou uma série de outras lesões relacionadas ao trabalho. De acordo com dados oficiais do Governo Federal, no Brasil ocorrem cerca de 700.000 acidentes de trabalho por ano, sem considerar os milhares de acidentes que ocorrem e que não são registrados devido à subnotificação por parte das empresas. Como operador ou líder de armazéns, é fundamental encontrar maneiras de melhorar a segurança de sua força de trabalho, ao passo que melhore a qualidade de vida dos colaboradores e a eficiência da operação.

Por outro lado, em um robô colaborativo é possível definir áreas de segurança para que os colaboradores estejam seguros no momento em que ele esteja em movimento. Estas definições são de acordo com as normas nacionais e internacionais, bem como seguem a determinação da equipe da área de segurança das empresas.

Embora algumas soluções de automação possam representar riscos à segurança para os seres humanos, robôs colaborativos não são um perigo dentro dos ambientes de trabalho. Pelo contrário, eles são projetados com múltiplos sensores de movimento que os ajudam a detectar objetos e pessoas para evitar colisões. Alguns robôs colaborativos são programados para reduzirem a velocidade e chegam até a parar quando sentem uma pessoa entrando em uma área de segurança definida para o robô. Em uma operação automatizada, os corredores estão menos congestionados e os colaboradores estão fazendo menos caminhadas em todo o armazém em geral, o que reduz a probabilidade de acidentes de trabalho.

Em uma operação com robôs colaborativos em armazéns e centros de distribuição, você manterá a alta performance dos colaboradores ao passo em que promoverá aumento da segurança e contribuirá para a diminuição de acidentes.

4. Reduzir falhas humanas

Falhas humanas podem custar caro para uma empresa. Às vezes, um envio errado de um pedido pode prejudicar uma relação de longo prazo que uma empresa tem com um cliente e aumentar as taxas de devolução de pedidos e perder a venda para o seu concorrente. Ao final, erros que podem ser cometidos por ação única e exclusiva de humanos podem prejudicar o resultado final da sua companhia.

Com o avanço da indústria 4.0, os robôs colaborativos projetados com IA e o aprendizado de máquina são capazes de tomar decisões  mais ágeis e ajudam os colaboradores a gerenciarem de forma mais eficiente múltiplas tarefas durante uma única viagem pelo armazém. E como robôs colaborativos estão guiando os colaboradores através de tarefas, eles também minimizam a probabilidade de erro humano. Com isso, a possibilidade de entrega de pedidos incorretos é eliminada.

5. Melhoria do trabalho humano

Em praticamente todos os lugares, há um medo de que robôs móveis autônomos assumam os empregos dos colaboradores dos centros de distribuição. Isso é super normal e compreensível. No entanto, não há necessidade de se eliminar os trabalhadores humanos, pelo contrário, o objetivo da automação deve se dar pelo desejo de aumento de eficiência, que leve a empresa ao crescimento, gerando novas oportunidades de trabalho para os colaboradores atuais e para os profissionais disponíveis no mercado. 

Em especial, os robôs colaborativos tem como grande objetivo serem parceiros dos colaboradores no desenvolvimento das atividades repetitivas e degradantes. Ao tornar seu trabalho mais eficiente e reduzir a caminhada desnecessária, robôs colaborativos podem ajudar a aumentar a satisfação dos funcionários. Com menos preocupação, os colaboradores podem se concentrar em otimizar seus hábitos de trabalho, para que gerem melhores resultados.

Ao analisarmos o dia-a-dia de um operário em um centro de distribuição, veremos que em geral os colaboradores circulam por um grande armazém, pegando tarefas de um SKU por vez. Os trabalhadores colocam itens nas transpaleteiras e os transportam para a área apropriada, como áreas de consolidação de pedidos e embalagem, manualmente e empurrando essas transpaleteiras cheias ao longo do armazém. À medida em que os operários finalizam os pedidos, a transpaleteira fica pesada, tornando-as mais difíceis de transportar ou empurrar, o que pode levar a desgastes físicos, afastamentos e aposentadorias.

Robôs colaborativos facilitam essa carga circulando pelos endereços dos Centros de Distribuição para a coleta de pedidos nos endereços cadastrados em sistemas WMS ou ERP, que são integrados a estes robôs. Alguns cobots estabelecem o ritmo de caminhada para os trabalhadores. Ao fazerem isso, os colaboradores se concentram em tarefas mais complexas e de raciocínio, como por exemplo, a separação de pedidos e o carregamento das transpaleteiras.

Saia na frente! Diferencie-se por uma logística mais eficiente.

Conforme foi mencionado acima, existem diversos benefícios em ter robôs colaborativos em uma operação logística. Robôs colaborativos podem aumentar a segurança de seus trabalhadores, prover maior produtividade, ajudá-lo a economizar dinheiro e o melhor, aumentar a lucratividade.

A ascensão exponencial do e-commerce e o aumento sem precedentes no número de compradores online (devido à pandemia COVID-19) estão levando as empresas a buscarem formas menos intensivas em mão-de-obra para facilitar as operações de armazém. Embora nenhuma tecnologia tenha se mostrado tão econômica e flexível quanto a força de trabalho humana, os cobots chegaram muito perto.

Empresas estão preferindo robôs colaborativos pois os mesmos são projetados para ajudar (e não assumir) as atividades desenvolvidas pelos seres humanos. Além disso, o baixo custo e a facilidade de implantação dos robôs colaborativos significam que pequenas e médias empresas podem implantar seletivamente a automação e colher seus benefícios a uma fração do custo de outras tecnologias de automação.

Com a pandemia interrompendo as cadeias de suprimentos em todo o mundo, as empresas devem procurar maneiras de gerar eficiência e acelerar as operações de atendimento de pedidos da melhor forma possível. Implantar operações cobots em sua instalação pode ajudá-lo a conseguir isso e muito mais. 

Atuando em conjunto com os robôs colaborativos, você pode levar sua empresa ao próximo nível de competitividade e gestão de relacionamento com o cliente. As empresas agora podem automatizar as tarefas repetitivas e degradantes no processo de separação de pedidos, ao passo em que os operadores estejam livres para se concentrarem em atividades mais complexas e de maior valor.

Gostou do Artigo?

Dê o seu like  e compartilhe em suas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Sobre a Automni

A Automni é uma empresa brasileira de alta tecnologia que desenvolve robóticas e sistemas inteligentes para empresas. Nossa solução de AMR é capaz de integrar ao WMS e ERP, além de prover maior eficiência e segurança às operações logísticas. Toda tecnologia embarcada no AMR é desenvolvida pelos próprios Engenheiros de Software da companhia que dão suporte 24h/7 dias.

Nossa solução vem ajudando empresas a aumentar a produtividade das empilhadeiras em até 60%, provendo maior segurança e qualidade de vida dos colaboradores.

Quer entender como nossa solução vem ajudando empresas como a DHL, Danone e Nestlé a melhorarem a sua performance logística com nossa solução em AMR? Então solicite agora mesmo um bate-papo com nosso time de especialistas!

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Aprenda com nossos Especialistas

Inscreva-se e receba as melhores dicas do setor, notícias relevantes e insights de automação diretamente para sua caixa de entrada.

Utilizamos cookies, para gerar informações, estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e
prestar os serviços online. Saiba mais sobre a forma como usamos os seus dados pessoais visitando nossa Política de Privacidade e os Termos de Uso.